22 Março 2018

Quinta etapa da peregrinação quaresmal recorda o caminho da Santa Cruz

A celebração aconteceu na Capela da Condenação, no Convento da Flagelação, no dia 22 de março. E no Convento Ecce Homo, um museu revela traços do palácio de Pilatos onde Cristo teria sido condenado.

Atualidade e Eventos

Loading the player...
Embed Code  

Solicite Vídeo de Alta Qualidade
Copy the code below and paste it into your blog or website.
<iframe width="640" height="360" src="https://www.cmc-terrasanta.org/embed/quinta-etapa-da-peregrinacao-quaresmal-recorda-o-caminho-da-santa-cruz-14598"></iframe>
Solicite Vídeo de Alta Qualidade
Por favor, envie um email para :
info@cmc-terrasanta.org

Assunto: Pedido de Vídeo de Alta Qualidade

Mensagem:
Arquivo Pessoal / promoção CMC / TV Broadcasting

http://www.cmc-terrasanta.org/pt/video/atualidade-e-eventos-1/quinta-etapa-da-peregrinacao-quaresmal-recorda-o-caminho-da-santa-cruz-14598.html

Nenhuma parte deste vídeo podem ser editadas ou disseminada sem um acordo com antecedência com o Christian Media Center acordarem os termos e condições de publicação e distribuição.
Da Fortaleza Antônia até o Calvário. Este foi o caminho da Via Dolorosa por onde, segundo a tradição, Jesus percorreu após a condenação, no Palácio de Pôncio Pilatos, até onde hoje é a Basílica do Santo Sepulcro. O quarteirão, que formaria todo o complexo do palácio, foi bastante modificado no decorrer do séculos. Atualmente, parte dele está no Convento Ecce Homo, sob a guarda da Congregação de Notre Dame de Sion. O nome do convento faz referência às palavras de Pilatos quando apresentou Cristo: “Eis o homem”.

Pe. CARLOS VASCONCELOS, nds
Congregação Notre Dame de Sion
“A maior marca que há nesta cidade, que há impressa nessa pedras, tanto nas paredes, no teto, como no solo, é a marca da fé. Da fé de um povo que, há mais de dois mil anos, crê no Deus que encarnou, virou homem. Ele experimentou tudo o que um homem poderia experimentar, com exceção do pecado. Ele experimentou inclusive a morte para que nós pudéssemos não ficar nela. Ele morreu e ressuscitou.”

No museu, presente no convento, é possível tocar nas rastros de uma história e de uma construção romana. No local, as marcas nas pedras do jogos de passatempo dos soldados romanos, além da cisterna que era utilizada para armazenamento de água. Ou ainda o arco do Ecce Homo, com maior parte de sua estrutura para o lado externo e parte no interior da capela.

A caminho da Semana Santa, teve lugar nesta quarta-feira, dia 22 de março, a quinta etapa das peregrinações quaresmais, organizadas pela Custódia da Terra Santa. A celebração foi realizada na Capela da Condenação, dentro do Convento da Flagelação, dos franciscanos. Um dia de preparação para a Semana Maior e de fazer memória do caminho da Santa Cruz.

Pe. LUIGI MARIA EPICOCO
Pontificia Università Lateranense
"Quando pensamos na condenação de Jesus, na realidade, devemos pensar que naquele momento Jesus toma o nosso lugar. Ele se coloca em nosso lugar e a condenação, que é reservada para nós, Ele assume para si. A Bíblia diz que "de suas feridas fomos curados" e este é precisamente o local em que Jesus se faz um conosco para se colocar em nosso lugar, para sermos substituídos, para Ele pagar em nosso lugar. É por isso que este é um lugar especial: porque é onde, de um modo oficial, Jesus encontra seu destino, mas encontramos nossa salvação".

Padre Luigi Maria Epicoco, da Pontifícia Universidade Lateranense, é o pregador das peregrinações quaresmais. Em cada encontro, uma oportunidade para o fiel ser conduzido a assumir a sua cruz, na certeza da vida nova trazida por Cristo.